Regras de negócio

Familiarize com as restrições de funcionamento do fluxo de assinatura

Algumas regras são necessarias para que o fluxo ocorra normalmente, primeiramente, quando falamos de um fluxo de assinatura, queremos dizer que foi escolhido um ou mais documentos para serem assinados e que uma ordem de quem deve assinar foi definida. As assinaturas devem acontecer na ordem em que foram criadas e caso algum dos assinantes rejeite, todo o fluxo definido é cancelado, não podendo o próximo assinar.

Então, supondo que escolhemos o documento "Contrato_de_locação.pdf" e definimos que o João Carlos Santos deve assinar e logo em seguida a Maria Das Neves deva ser a próxima a assinar. Ao iniciar o fluxo, o João Carlos Santos receberá um email pedindo que assine o documento, ele então clicará no link que foi enviado para ele e poderá visualizar o documento do contrato de locação, podendo então clicar no botão Assinar para realizar a assinatura. A partir daqui poderá seguir-se dois fluxos:

  • O João assina e agora a Maria recebe um email pedindo a assinatura dela.

  • O João rejeita e todo o fluxo é cancelando, não permitindo Maria assinar.

Isso vale independente de quantas pessoas estejam na fila para assinar e se foi o primeiro ou o último que rejeitou, ou seja, caso o João tenha assinado mas a Maria rejeitado, o fluxo também seria cancelado independente da assinatura de João. Sendo o documento considerado assinado quando todos os assinantes tenham feito a assinatura.

Depois que um fluxo é cancelado, ninguém mais pode assinar e ele não pode ser recuperado, necessitando então que inicie-se um novo fluxo. A mesma regra vale caso o fluxo passe da data de vencimento definida durante a criação.

Vale lembrar que o documento é independente do fluxo em si, podendo o mesmo documento ser reutilizado em vários fluxos.